Dia Internacional da Mulher - Pontos e contrapontos

Mulheres e seu jeito sutil de conquistar todo o mundo! Feliz dia das Mulheres!
Olá todas as minhas leitoras intrépidas! Um parabéns maravilhoso a todas vocês pelo seu dia. Mas nesse blog eu gosto de colocar as pessoas para pensar. Vocês já pararam pra pensar na origem da data? O que ela significa? Qual a sua importância histórica? Pois bem, antes da devida homenagem, vamos começar a contar a história do dia das mulheres remetendo ao início do século XX, quando o sistema capitalista tinha eliminado parte da influência da agropecuária na Europa, aumentando o êxodo rural e superlotando as cidades. As consequências disso, todos nós sabemos: muita gente pra trabalhar e pouco emprego, resulta que muitas pessoas trabalhavam a preço de banana, e se você era mulher nessa época, dê graças a Deus se ao menos isso encontrar, porque naquela época, as mulheres não podiam trabalhar, e não podendo trabalhar também não tinham bons empregos. Mas elas precisavam, ainda assim, o que fez com que as cargas horárias para as mulheres, no início do século XX eram absurdas mesmo para os padrões da época. O mesmo com as crianças. Era comum que mulheres e crianças trabalhassem em média 16 horas por dia (atualmente mais que oito horas, só com o pagamento de horas extras), com pouco ou nenhum horário para descanso, e com muito poucas condições de trabalho, sem falar que os acidentes graves eram comuns nas fábricas. Salvo rarissimas exceções, poucas pessoas tinham acesso a algum direito que pudesse lhes assegurar condições de realizar tratamento em decorrência dos acidentes no ambiente de trabalho. Muitos empregados também eram responsabilizados pelos danos que causavam em decorrência de acidentes de trabalho!

Aspecto comum das mulheres operárias no século XX: poucos direitos, nenhuma garantia e vários riscos a enfrentar em jornadas de trabalho exaustivas.
Acontece, porém, que as mulheres não estavam mais dispostas a passar mais um século nessa situação. Então as forças sindicais feministas começaram a coordenar uma série de greves que foram gradativamente ganhando espaço na mídia e na sociedade como um todo. Acontece, porém que, como hoje, os donos de fábricas e os governos da época, não curtiram o lance. Muitas greves foram consideradas ilegais, especialmente nos Estados Unidos (irônico, não). No mundo, as organizações feministas conseguiram se organizar no entorno de medidas importantes relacionadas às conquistas para as mulheres. Em 1910 o movimento organizou a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas na Dinamarca, onde ficou acertado a escolha, a posteriori, de uma data para celebrar no mundo as conquistas do movimento. Mas foi justamente lá, na geladíssima Rússia, em 1917, que as mulheres realizaram o protesto, no dia 08 de maio, por condições mínimas de trabalho, como melhores salários, cargas horárias mais justas, além da fome que passavam. Essa greve é considerada a mais importante e contou com a adesão de mais de 90 mil operárias russas durante o governo do Czar Nicolau II.

Outras datas foram também muito importantes para o movimento que tinha por principal objetivo, até os dias de hoje, na verdade, promover condições mais equânimes, tanto que a data do Dia Internacional da Mulher foi aos poucos migrando em outras datas, para, em 1921 ser oficialmente reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) como sendo uma data fixa nos calendários de todos os países em que atua e nos que são componentes do órgão.

Mas para além da ideia de uma data simplesmente para comemorar, atualmente o Dia Internacional das Mulheres é considerado uma data para que todos possam refletir sobre o que é ser mulher no contexto contemporâneo, e, principalmente, quais os desafios que o gênero precisa ainda enfrentar para poder melhorar as condições de vida na sociedade em que vivemos atualmente.

Nossa homenagem às mulheres vem na forma de música: uma composição do cantor pernambucano Alan Carlos, que busca homenagear as mulheres em toda o seu merecimento. Vamos à canção:


E aí? Curtiram esse trabalho? Deixem as suas impressões aqui nos comentários e não esqueça, caso você seja homem, de homenagear todas as mulheres da sua vida, afinal elas são uma bênção de Deus!

O Blog Monografando também deseja a todas as nossas leitoras o melhor e mais completo dia das mulheres. Parabéns pela data e que todos os desafios sejam superados e a tolerância e reconhecimento de direitos prevaleça!

Uma publicação compartilhada por MONOGRAFANDO (@blogmonografando) em


Até o próximo post!
@Blog_192001 @Mrsilvioh

INSTAGRAM FEED

@ricardandrade2008