Um lugar no mundo: Orocó-PE

Visão do município de cima da serra local.
Bom dia, leitores! Saudações.

Hoje eu vim mostrar pra vocês um pouco do meu canto no mundo. O município pernambucano de Orocó é conhecido nacionalmente, verdade, por estar no eixo principal do Polígono da Maconha, uma região geográfica situada no médio São Francisco, encabeçada pelos municípios de Salgueiro, Floresta, Belém do São Francisco, Cabrobó, Santa Maria da Boa Vista, Orocó e Petrolina. porém, a região esconde inúmeros encantos que merecem ser divulgados e conhecidos também.

Cidade integrantes do polígono da maconha.
Segundo o último Censo do IBGE, o município de Orocó tem 13.180 habitantes. Sua principal fonte de renda é a agricultura (cebola, feijão e diversas frutas) e a pecuária, principalmente a criação de bovinos da raça Nelore.

A cidade tem este nome por causa do seu relevo. Inicialmente Orocó fora terras indígena (até há poucos anos atrás, ainda havia um cruzeiro enorme no centro, onde se dizia que era o antigo cemitério indígena), e entre os índios que habitavam a região (do braço Tupi, os Truká, hoje Truká-Tupã), o lugar era conhecido como "oro" = "entre" "co" = Montanhas. Ou seja, o lugar recebeu este nome porque se situava, literalmente, entre montanhas.

Como opções de lazer, quem visita a cidade pode conhecer o rio São Francisco, relaxar em um dos seus balneários ou, quem sabe, subir a serra local, conhecer o cruzeiro de São Sebastião e apreciar a bela vista da região. Lugar legal mesmo.

Quer conhecer um pouco por dentro? Pode conferir o vídeo abaixo no canal "Viajando todo o Brasil", uma incursão por dentro do município. O vídeo é um pouco antigo, mas a alma bucólica da cidade mudou muito pouco!


E vocês, qual o lugar no mundo que mais vocês? Deixem respostas por aí nos comentários.

@Blog_192001 @Mrsilvioh

INSTAGRAM FEED

@ricardandrade2008