Isso é sobre auto-estima



A maioria das pessoas está acostumada  a maneira com que o mundo – todo mundo – as trata mal. Diversas são as circunstancias que levam a esse comportamento, mas, e é importante que se frise isso, é a forma com que encaramos essas  circunstâncias que acabam nos definindo para o mundo. É aquele tal de “o hábito que faz o monge”. Em geral, um mau humor, uma situação constrangedora ou um problema de saúde são coisas passageiras. São uma parte do dia, não o dia completo como pretendem alguns.

Certo. Não sou hipócrita ao ponto de achar que tenho uma auto estima inabalável. Ninguém  a tem. Tem momentos do nosso dia, ou da nossa vida, que nos achamos um lixo, sem valor algum. É ai onde mora o perigo. Sentir-se assim é normal. Deixar-se ser dessa maneira caminha para uma instância diferente da normalidade. É uma frase pra lá de usada aquela que diz que as pessoas te tratam como você se trata, mas infelizmente esta é a mais pura verdade. Reconhecer-se apenas nos dias ruins anula qualquer chance de alguém encontrar em você uma atitude positiva.

É tudo uma questão de auto-estima, mas não apenas de falar em auto estima, sim de demonstrar alguma por você mesmo. É o mínimo que você pode fazer por si próprio. Mesmo quando os dias não estão fáceis, achar que você não vai conseguir sair da fossa é o primeiro passo para permanecer  lá. Admita: certos problemas estão além da sua capacidade de resolução em algum momento da vida e isso não é culpa sua.

 Manter a auto-estima em dias como estes é complicado, mas perfeitamente  possível se posto em prática passos simples, como esperar o momento ideal para agir, tentar conversar com outras pessoas sobre seus problemas... ler... ouvir música ou até mesmo  visitar alguém que não é visto há tempos. Qualquer coisa que faça seu espírito falar vale, e se não resolve seus problemas, minimiza a frustração de não o tê-los eliminado naquele instante.

Mas o passo mais ousado, aquele que requer mais coragem é justamente o momento de parar. Há certos problemas que a gente tenta, tenta e tenta, mas coisa nenhuma no mundo é capaz de fazê-lo desaparecer da nossa vida. Esquecemos quem somos e, quando percebemos, nos tornamos uma pequena parte num grande problema, sem idéias, sem identidade, sem nenhuma perspectiva, resultando num caos completo a nossa vida e no afastamento de algumas pessoas queridas.
É tudo uma questão de se gostar antes de gostar dos outros. Jogue tudo pro ar de vez em quando, não tenha medo de dizer não nem de admitir quando não puder resolver um problema que lhe veio. Não é sinal de fraqueza, mas de humanidade. Ninguém pode exigir de você mais do que aquilo que você é capaz de oferecer. Esqueça seu chefe, suas clausuras familiares e se permita, de vez em quando, trabalhar num projeto que realmente goste. Depois de uma demissão, a crise financeira é inevitável, mas pode ser um caminho bom pra conseguir um meio de vida mais condizente com seus talentos. Lembre-se, não é a bonança que nos ensinam, mas as adversidades.

Goste de você mesmo, mas, pra isso, conheça-se antes de tudo. Escolha momentos pra ficar com você mesmo. Se descubra, valorize-se. Não importa se você possui curvas ou arestas. Não é bem isso que o mundo espera de você. O que importa é se você é capaz de se esconder embaixo de uma coberta ,e em posição fetal afastar de seu mundo todas as preocupações que possui. Descubra a textura de sua pele, pense sobre a cor dos seus olhos. Para a maioria das pessoas, é impossível desenhar o próprio rosto se não estiver diante de um espelho: estamos tão acostumados a olhar o outro que esquecemos a nossa própria face.

Desenhe nos cantos dos seus cadernos, escolha um dia, ou uma tarde para dançar sozinho em casa. Faça poemas, recite para si mesmo. Coma o que quiser, saboreie. Use as mãos. Troque o dia  pela noite ou o contrário. Use seu corpo como se fossem só vocês dois no mundo. Durma demais ou de menos. Fale bobagem, grave e ouça a sua própria voz. Dê uma chance a esta pessoa maravilhosa que é você mesmo. Com certeza, depois desta experiência, você estará sempre a um passo adiante de qualquer problema vindouro.


Sílvio
silvio.superboy@gmail.com
@mrsilvioh

INSTAGRAM FEED

@ricardandrade2008