Da Lealdade e Fidelidade


Um dos grandes problemas, em se tratando de ser humano, principalmente e se tratando de relacionamentos de um modo geral, é que a minoria das pessoas é capaz de discernir entre a lealdade e a fidelidade. muito embora uma seja filiada à essência da outra, Lealdade e fidelidade estão ainda longe de serem a mesma coisa. Seus limites são muito tênues, é verdade que, apesar de constantemente impelidos a este pensamento, tais palavras não são sinônimas.

Fico particularmente triste quando vejo quantos relacionamentos naufragam no entorno do axioma da Fidelidade e ainda mais triste quando percebo que muitos mais relacionamentos carecem, em muito, da necessária fidelidade que une um ao outro. Lealdade e fidelidade são como animais que vivem em regime de simbiose, entretanto, nessa relação "biológica", a lealdade possui uma fragilidade muito maior. Quando a lealdade perece, em geral, a fidelidade passa a ser acessória, compulsória.

Outro erro no que tange à questão da lealdade e da fidelidade, é que muitos aplicam estes conceitos, por mais redundante que minha constatação possa ser, ao mero convencionalismo do amor. Mário Quintana já apregoou (e ficou): "a amizade é um amor que nunca morre". Se fidelidade e lealdade estão associadas ao nosso sentimento de amor, de apreço - ainda que não haja a troca de fluidos ou o contato corpóreo mais íntimo - existem também relações de lealdade e fidelidade na amizade. E como é triste ter amigos que lhe são fiéis, que te prendem a um grupo, te conferem uma personalidade, mas não têm por ti, lealdade. Lealdade em tudo é necessário.

Pesar lealdade e fidelidade confere também concuir, pois, para que o post não fique exagerado nem tão extravagante, que a primeira é essencial, e queem algum momento existirá, mas sua cultura é frágil e somente em poucos corações pode subsistir; a fidelidade, ao contrário, parte de um compromisso, de um contrato, em algumas relações é um complemento à lealdade devida como respeito primeiro à pessoa a quem se dedica afeição, em outros, é um mero limitante da liberdade individual.

Sílvio
silvio.superboy@gmail.com

INSTAGRAM FEED

@ricardandrade2008